domingo, 19 de novembro de 2017

Artigos

 
Vitaminas antioxidantes e minerais previnem câncer de próstata
A+ A- Alterar tamanho da letra

O Dr. Francois Meyer, da Laval University Cancer Research Center, em Quebéc, e colaboradores avaliaram se a suplementação diária de vitaminas antioxidantes (vitamina C, vitamina E e beta-caroteno) e minerais (selênio e zinco) reduz a ocorrência de câncer de próstata ou influencia biomarcadores como o PSA.

Mais de 5000 homens receberam suplementos ou placebo. Dados dos biomarcadores estavam disponíveis em uma base de dados que foi seguida por 9 anos por uma média de 3616 homens.

 

A suplementação foi associada com 48% de redução na incidência de câncer de próstata entre homens com dosagem de PSA menor que 3microgramas/L. Estes resultados foram publicados no International Journal of Cancer deste mês.

Em contraste, homens com níveis de PSA maior ou igual a 3 microgramas/L que receberam suplemento experimentaram uma redução de 54% na incidência de câncer de próstata.

A suplementação com vitaminas antioxidantes e minerais não teve impacto claro nos níveis de cinco biomarcadores do câncer de próstata, segundo indica este estudo.

O estudo suporta a hipótese que a quimioprevenção do câncer de próstata pode ser alcançada com vitaminas antioxidantes e minerais, mas os pesquisadores recomendam estudos futuros para identificar qual o melhor agente ou qual a combinação de agentes mais adequada para a prevenção e também para determinar quais dosagens são seguras e efetivas.

Fonte: International Journal of Cancer

Material para pacientes: infarto do miocárdio. Saiba reconhecer os sintomas para agilizar o atendimento médico e a recuperação do coração
A+ A- Alterar tamanho da letra
Material para pacientes: infarto do miocárdio. Saiba reconhecer os sintomas para agilizar o atendimento médico e a recuperação do coração

O que é infarto do miocárdio?


O infarto é definido como uma lesão isquêmica do músculo cardíaco - miocárdio, que deve-se à falta de oxigênio e nutrientes. Os vasos sangüíneos que irrigam o miocárdio (artérias coronárias) podem apresentar depósito de gordura e cálcio, levando a uma obstrução e comprometendo a irrigação do coração. As placas de gordura localizadas no interior das artérias podem sofrer uma fissura causada por motivos desconhecidos, formando um coágulo que obstrui a artéria e deixa parte do coração sem suprimento de sangue. É assim que ocorre o infarto do miocárdio. Esta situação vai levar à morte celular (necrose), a qual desencadeia uma reação inflamatória local.


O infarto também pode ocorrer em vasos coronarianos normais quando as artérias coronárias apresentam um espasmo, ou seja, uma forte contração que determina um déficit parcial ou total no suprimento de sangue ao músculo cardíaco irrigado por este vaso contraído.


Quais são os sintomas?


O sintoma clássico é uma dor em aperto no lado esquerdo ou no centro do peito podendo irradiar para o pescoço ou para o braço esquerdo, porém em cerca de 15% dos casos, o sintoma pode ser atípico com dor no lado direito do peito, suor, enjôo, vômitos, dor no estômago, falta de ar, tonteira ou palpitações.

Esta dor tem duração maior que 10 minutos, pode ter diferentes intensidades ou ainda sumir e voltar espontaneamente. 


Infelizmente, nem todos os pacientes têm este sintoma. Os diabéticos, por exemplo, podem ter um infarto sem apresentar dor.


Quais são os fatores de risco associados ao infarto do miocárdio?


  • Colesterol alto

  • Sedentarismo

  • Cigarro

  • Hipertensão arterial

  • Menopausa

  • Estresse

  • Alterações hemodinâmicas: hipertensão arterial, hipotensão, choque, mal-estar, etc.

A prevenção é a melhor estratégia. Ela se baseia no controle desses fatores de risco, além de um exame médico periódico e a prática regular de atividades físicas como caminhadas, ciclismo, natação, etc.


O que fazer quando estou sentindo os sintomas que podem ser de um infarto do miocárdio?


Diante de uma dor suspeita, devemos nos dirigir o mais rápido possível a um pronto-atendimento - de preferência em um pronto-socorro equipado com uma unidade coronariana - para confirmar ou excluir o diagnóstico. Caso seja confirmado o infarto, quanto mais rápido o tratamento, melhor será a recuperação do seu coração.


Como é feito o diagnóstico?


O diagnóstico é baseado na tríade: quadro clínico, alterações no ECG (eletrocardiograma) e na dosagem de enzimas cardíacas que se alteram no infarto do miocárdio.


Escolha sempre um médico da sua confiança para tratar os seus sintomas e para lhe auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares.


Fonte: Equipe Médica Centralx 

Atividade física moderada, durante uma hora ao dia, reduz incidência e mortalidade por câncer em homens

A+ A- Alterar tamanho da letra
Atividade física moderada, durante uma hora ao dia, reduz incidência e mortalidade por câncer em homens

Pesquisa publicada no British Journal of Cancer em 27 de maio de 2008 mostra que, para homens que realizam pelo menos uma hora diária de atividades físicas moderadas, a incidência de câncer tende a decrescer 2% e a mortalidade por esta doença diminui significativamente em cerca de 12%.

Estudo de coorte que monitorou a atividade física de 40.708 homens com idade entre 45-79 anos (acompanhados de 1998 a 2004), observou uma associação importante entre o nível de atividade física diária e o número de mortes por câncer.

Comparando homens que raramente caminham ou andam de bicicleta com aqueles que fazem essas atividades durante pelo menos 30 minutos ao dia, há uma queda de 34% na mortalidade e um aumento de 33% na sobrevida por câncer nos que praticam atividades físicas regulares. Para aqueles que se exercitam por 60 minutos ao dia, a incidência de câncer foi 16% menor.

Os resultados sugerem que uma vida ativa, caminhadas ou ciclismo estão associados à redução da incidência e mortalidade por câncer, assim como a uma maior sobrevida.

Fonte: British Journal of Cancer